domingo, novembro 16, 2008

Vai um escorpião aí?


Até ir à China, escorpião, pra mim, não passava de um representante da turma dos aracnídeos, cuja picada poderia ser fatal. Lá nas mais profundas memórias de minha infância no mato, lembro-me da saudosa vó Lu dizendo: "Filhinha, seu sapato deve ficar de cabeça pra baixo. Do contrário, vai virar esconderijo de escorpião". E lá ia a versão miniatura de Isabella, medrosa que só, inverter a posição dos calçados. Depois - mais crescidinha - descobri que escorpião era também um signo. "Os nascidos sob o signo de escorpião são valentes, impulsivos e dinâmicos. O dia de hoje reserva surpresas na vida amorosa dos escorpianos", eu escutava ao ligar - mais ou menos umas cinco vezes por dia - para o Disk Zodíaco, da Zora Yonara. Lembra disso? É, caro leitor, o tempo passa... E passa pra que mudemos nossos conceitos e visões sobre tudo e todos. 

Pois foi o que aconteceu comigo em relação ao animal em questão. Lá estava eu, em meu primeiro dia em Pequim, na entrada da gigantesca Wangfunging, a rua de comércio mais importante da capital chinesa. É lá que fica também o mercado de comidas exóticas, no mais puro sentido da palavra. Nós, ocidentais, cidadãos brasileiros, acostumados àquela comidinha caseira - arroz, feijão, carne moída, ovo, purê de batas e afins - temos um verdadeiro baque ao ver inúmeras vitrines exibindo o que há de mais fresco em termos de estrelas-do-mar, baratas, escorpiões, sapos, cavalos-marinhos e companhia. As opções para quem quer se aventurar nesse tipo de culinária são infinitas. Cheguei ao local decidida a provar um escorpiãozinho que fosse. Tinham me dito que era crocante, e eu estava curiosa como uma criança. Nem que fosse meio escorpião, vai... Um terço?! A pata, quem sabe?! O ferrão...? Sinto informar que nem uma pequena parte eu consegui comer. Explico: os animais são expostos vivos na vitrine. Várias unidades num único espeto. Imóveis, esperando o momento de sua morte lenta. Basta um pequeno sopro e as patinhas mexem freneticamente, num movimento cheio de agonia e ansiedade. A filosofia do povo chinês diz que, quanto mais fresco o alimento estiver na hora de ser consumido, melhor. Por isso, conservam o bicho vivo até o momento de passá-lo numa espécie de farinha e fritá-lo num óleo sujo e fedido. Pois bem, desta vez não deu pra mim. 

Mas, essa experiência frustrada não tira da China o título de país com uma das culinárias mais ricas e gostosas do mundo. Comi muito bem por lá, apesar de ser tudo apimentado demais para o meu gosto. Agora, preciso confessar: chega uma hora em que o paladar cansa e você começa a sonhar com aquele pastelzinho de queijo, aquela pizza, aquele hambúrger suculento... Os chineses que me desculpem, com todo respeito às tradições de sua colorida e criativa cozinha, não há nada melhor do que a nossa boa e velha feijoada, acompanhada de uma caipirinha no capricho! E que nossos escorpiões continuem dando gritos de liberdade e descansando em paz nas selvas brasileiras!

 

27 comentários:

® ♫ The Brit ♪ ® disse...

Oi Isabella,
Otimo texto dear friend!
eu foi esperando para esse teu reportagem da comida esquisito de la!
Se esse foi a unica comida no mundo eu vai morrer de fome muito rapido pq eu nunca pode comer alguma coisa assim...

A cultura da China parece muito barbarico, e eu já ouve de meu amigo, quem foi pra la tb, o que eles tem uma certo jeito como tirar a pele de uma cachorro antes eles comer aquele animal pobre.... eles tirar e removar tudo a pele com o animal ainda vivo! eles ficar mexando e gritando sem pele nenhuma... pode imaginar a sofrimento ne?! alem disso eles tem "escolas" onde eles mostrar como fazer tudo isso.
E puro crueldade e eu ficou muito chocado com aquela historia!
Acho eu não tem vontade nenhuma para viajar para China amiga!
Beijos!

Sergio Brandão disse...

Isabella, como o Brit escreveu acima, eu tb já estava esperando por um post sobre a gastronomia chinesa!... O antigo "Globo Repórter" sobre a China, narrado pela própria Sonia Bridi, já havia "furado essa pauta", mas escrito assim tão bem, por uma pessoa conhecida, acaba tendo outro "sabor"! rs E, realmente, não é qq ocidental que experimenta uma iguaria dessas!... rsrs Bjsss.

isabella saes disse...

Dear friend, mesmo com todos esses problemas e crueldades, a China - acho que nem posso falar da China, mas sim de Pequim apenas - ou melhor, Pequim, é uma cidade muito interessante. Uma das sensações mais bacanas é estar num lugar onde ser entendido e entender não são coisas tão simples assim... Mas, isso é assunto para um outro post!!!

Serginho, que bom ver vc por aqui de novo!! Pois é, difícil escrever sobre algo que a Sônia não tenha escrito em "Lawoai", aliás uma ótima leitura!!! Mas, como vc mesmo disse, os olhares são diferentes e isso é que torna o mesmo assunto interessante por diversas vezes!!! Um grande beijo pra vc, querido!!

Suellen Analia disse...

Oi, Isabella!
Nos conte mais curiosidades dessa culinária exótica...
E vem cá, que história é essa de "infância no mato..."?
hahahahah To brincando!

Um beijão! Adorei o post!

Amanda Hora disse...

Oi Isabella!

Nossa, eu fiquei com muita dó dos escorpiões. Na verdade, eu tenho dó de todos esses bichinhos que eles expõem vivos antes de fritar, apesar de no cotidiano achá-los asquerosos. ahuahauh Acho que realmente faltaria coragem para enfrentar essa culinária exótica.

Por enquanto eu ñ tenho taanta vontade de conhecer a China, mas é possível que até o final de todos os seus posts sobre a China eu mude de idéia ahuhauhauh

Bjoss

isabella saes disse...

A infância foi no mato mesmo Suellen, com cheiro de terra molhada e o corpo cheio de micuim!! Hehe...

Amanda, é o que eu digo: a China é um país cheio de contrastes. Esqueça a idéia de ir pra lá pra descansar. Mas, se quiser ter uma experiência completamente diferente, pode ir, que eu "agarantcho"!!!

JUCA CAVALCANTE disse...

OLÁ ISABELLA! TUDO LEGAL?
Como seria a inversão de papéis?
Um chinês pendurado, esperando ser devorado por um escorpião, ou que outro inseto fosse? Carne fresquinha, fresquinha! O perigo para o eescorpião seria ele soltar um pum daqueles.
Uma curiosidade: A Zora Yonara ainda existe. Ela participa de um programa numa rádio Am das seis às nove da manhã.
Um abraço!
JUCA

isabella saes disse...

Juca, com certeza os chineses não pensam nessa inversão... Quanto à Zora, sei que ela existe. O que não existe mais é o Disk Zodíaco, que fez parte da minha adolescência. Quanta nostalgia!!

® ♫ The Brit ♪ ® disse...

Hi Isabella,
How are you dear friend?!
This is totally unrelated to your post but anyway... have you watched that film "The Life Before Her Eyes" yet? - a really enthralling and interesting film with a finale that makes you say "Eh?!!" The kind of film where you need to pay attention to every little detail!
Speak to you soon! - ahh did you like the "trote" the other day? I couldn't resist! rsrsrs!

isabella saes disse...

Eu vi o trailer. Deve ser muito bom mesmo. E eu adoro as atrizes!!! Take care, my friend!!

® ♫ The Brit ♪ ® disse...

You have it there... together with your Mike Leigh Dvd's.
Bjs

isabella saes disse...

Desculpa, é que vc mandou tantos que não me lembrava mais desse. Vou ver!!

® ♫ The Brit ♪ ® disse...

Hi Isabella!
I've heard lots of good things about that film you told me about (REC) I want to see it!
Tonight I went to see "The Strangers" - also great,terrifying! You'll be hiding behind your chair!
Speak to you soon dear friend!

Suellen Analia disse...

Oi, Isabella!
Se tiver um tempinho, atualizei o meu....beijão!

Murilo Ribeiro disse...

Bellaaaaaaaa...
Ói eu aqui traveiz!!!rs

Confesso que adoro experimentar essas comidas malucas quando viajo. Mas escorpião, barata e afins são demais pra mim! Curiosidade tem limites, né? Sem contar que tudo deve ter gosto de percevejo...
PS.: Não, nunca comi percevejo não! Mas o cheiro já anuncia que não deve ser nada bom, né?rs
Bj!

Marco disse...

Puxa, Isa, a Bela... Voc~e comeria um churrasquinho de escorpião se ele já estivesse morto? Caraco... Que disposição, heim? Deus me livre... Pelo visto, eu, vegetariano que sou, iria me danar de verde amarelo na China. Mas é como dizem: na China, mexeu, eles comem!
Eu, heim...
Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

Adriana Maia disse...

vi o 'novo' Indiana Jones ontem e Mr. Harrison Ford me ensinou que: em se tratando de escorpiões, quanto menores, mais perigosos. Uma informação importante, hein! cuidado com o q vc anda comendo por aí...

beijocas!

JUCA CAVALCANTE disse...

OLÁ ISABELLA! TUDO LEGAL?
Você informa que os chineses conservam o bicho vivo até passá-lo
numa farinha e fritá-lo num óleo sujo e fedido.
Já são chegados numa escatologia esses chineses,hein!
Eu fico imaginando o que eles fazem com aquela aguinha que sai da barata. (risos)
Desculpe essa minha lembrança escatológica.
ABRAÇO
JUCA

isabella saes disse...

Murilo, vc não pode ficar muito tempo sem vir aqui. Esse blog não é o mesmo sem vc!!!

Nossa, Marco, vc ia enlouquecer. Não sabia que vc era vegetariano!!! Que barato!! Quem me dera... Ainda não cheguei a esse grau de evolução.

Drizinha, os conselhos de Indiana são valiosos! Vou guardá-lo para a minha próxima vez na China!!

Ai, Juca! Não quero nem pensar!!!!

JUCA CAVALCANTE disse...

OLá Isabella!
Eu gostaria de dizer que estou achando muito legal essa disssecação da China que você faz em seus relatos. É como assistir aos making offs dos filmes que a gente acabou de ver. O lado pitoresco, grotesco e cruel de um país tão interessante.
Beleza! Parabéns!
UM ABRAÇO!
JUCA

juca cavalcante disse...

Ah! Eu esqueci de perguntar.
Qual foi sua sensação quando você viu aquelas baratas empaladas prontas para serem degustadas? (risos)
Que perguntinha, hein!
Tchau!

isabella saes disse...

Um náusea indescritível...

® ♫ The Brit ♪ ® disse...

Hi Isabella,
Thanks for your message!
Yes that part of her life where Uma Thurman was the adult version of her was "her version" of how her life could be if she got older, how she dreamed it could be, just at the point when she was dying... I think this film is so interesting and I kind of thought "what??!!" when I first saw it, but then once I knew the story I watched it again and saw all the little clues through the film... like how Uma Thurman's life is all perfect... nothing goes wrong, nothing like reality... also the cat images, the flowers, the daughter...
I actually bought this film now on Region 1 from the U.S. as the American Dvd has some wonderful documentaries on the extras explaining the story and all it's confusions.. showing all the clues and reasons why they filmed it that way. It also has interviews with the actresses on why they found the story interesting and so different. It's quite a long documentary (about 40 minutes) also there is another shorter documentary all about near-death experiences and interviews with people who have actually experienced them, giving their accounts.

Of course here in Brasil they only released this simple Dvd with no explanations of the story or interviews... nothing at all, so if anyone doesn't understand the story there is nothing to explain it, and apart from that the distributors here "cut" the widescreen of the film... the original film (and my region 1 Dvd) is widescreen 2:35 (the true widescreen) but here they made it into widescreen 1:85, cutting some of the image! - I don't know why they do these things here but they do it with a lot of films! (I've even noticed this at the cinema - yes I know I'm a real nerd!! haha)
If you want I can send you this Region 1 copy of the film! It's excellent!
Beijos!

Suellen Analia disse...

E aí, Isa!
Muito atarefada? Esqueceu de postar no blog? rsrs

Beijão!

® ♫ The Brit ♪ ® disse...

Where is this young lady?! hehe

Amanda Hora disse...

Isabella, vc viu na China o animal que o Fantástico vai até mostrar, mistura de leão com tigre? Parece mesmo bem estranho...
Bj

isabella saes disse...

Queridos, estou mesmo muito atarefada neste fim de ano. Muito trabalho, que me deixa com sono, que me deixa sem tempo de vir aqui postar novidades. Mas, prometo que essa semana teremos novidades!!! Beijos e obrigada por cobrarem a minha presença por aqui!!! Fico muito feliz.