terça-feira, maio 31, 2005

Quase

Cada vez mais tenho a impressão de que "nada se cria, tudo se transforma". À medida que a gente vai ficando velho, vai percebendo que não só fatos, mas até pessoas se repetem em nossas vidas. Com algumas variações, é claro. Para o bem, ou para o mal. E com tudo isso, ainda insistimos em achar que estamos experimentando algo totalmente diferente. Pra, meio metro depois, bater com a cabeça no muro e acordar do sonho. Mas, sabe, o que me encanta de verdade é essa magia da vida, a forma tão especial que ela tem de se comunicar com a gente, e que só não entende quem vive dormindo, drogado, desinteressado. As experiências mágicas pelas quais passamos nos mostram que existe mesmo um mistério na vida e que estamos ligados por ele. Somos todos um "quase", nunca inteiros. E é isso que faz de nós seres "em busca de". E quem está "em busca de" vive no risco. E viver no risco é o sal, o doce, o gosto da vida. Captou? Basta querer, basta aceitar, basta abrir a caixa, que entra na cabeça fácil, fácil...

6 comentários:

Anônimo disse...

Borboleta, adorei esse seu texto, mt bonito, a vida é exatamente assim, mágica! Parabéns pelo seu blog! Bjs, Nathvil! ;)

Danilo disse...

É por isso que eu gosto daquele filme farofa que o cara acorda sempre no mesmo dia pra conquistar a menina, sabe qual e? Entao. A vida e exatamente assim, so a gente que muda... O relógio só anda pra nos lembrar que a gente tem que mudar.
Saudade de voce tambem, moca. To meio sumido pq a roda da fortuna aqui desse lado ta girando que nem carrosel, to esperando parar pra descer...

Marco Santos disse...

Oi, minha Bella Isa
Passei aqui para ler as novidades.
Um beijo grande.
P.S. - Ao teu amigo Danilo: o filme que você citou chama-se "O Feitiço do Tempo" (Groundhog Day, no original). Eu também adoro este filme, com o Bill Murray e a gracinha da Andie MacDowell, direção do sempre ótimo Harold Ramis.

Zagueirão disse...

Oi Bel,

Que bom estar aqui contigo...

Sabe, me parece que a vida muda pq nos tornamos mais satisfeitos e só. Não é estar satisfeito, é ser satisfeito. Simples assim.

Beijos

Marco Santos disse...

Minha Bella Isa,
Vim conferir sobre qual filme o Danilo está se referindo no comentário dele. Continuo achando que é o "Feitiço do tempo", onde o Bill Murray acorda sempre no mesmo dia. Depois você vê com ele.
Outra coisa: um coleguinha nosso, o Marcelo Soares, gerente da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo - Abraji, tem um blog ótimo. Quando você puder, dá uma conferida:
http://glorioso.blogspot.com
O cara manda bem nas teclinhas.
Beijo.
Marco

re_bonora disse...

É lindinha...transformação, mudança... só depende da gente mesmo! Nos conhecemos há quase um ano, mas já parece um século pelos papos que temos tido. Está sendo muito legal participar desta sua nova etapa de vida. Um beijo carinhoso da amiga,
Re