sexta-feira, julho 30, 2010

Eu no Jô

Fiquei muito emocionada de ter sido convidada para participar do Programa do Jô. O papo foi muito bacana. Agradeço o carinho dele e o de toda a equipe. Pra quem não conseguiu ver na tv, aqui está a entrevista na íntegra! Espero que gostem!!

16 comentários:

Giovani Rodrigues disse...

Isabella, não a conhecia. Virei fã a partir desta entrevista. E olha que não sou de assistir ao programa do Jô (acho ele um mala). Tanto pela sua formosura, quanto pela sua simplicidade.

Ri alto com sua história do carro trocado no estacionamento.

Parabéns e tudo de bom.

isabella saes disse...

Oi, Giovani!! E olha que não contei nem metade das minhas histórias de distração... Hehehe! Obrigada pelo carinho e tudo de bom pra vc tb, Isabella.

Giovani Rodrigues disse...

ao receber uma resposta personalizada ao meu comentário neste blog, senti o mesmo que você ao ver o Woody Allen passar alí, à sua frente em Cannes. :P

Antonio Siqueira disse...

Vc é fantástica, querida amiga. Tb não consegui ver, vou assistir agora e, de antemão, já lhe parabenizo.

Grande beijo

Antonio Siqueira

Aproveito para lhe convidar a seguir meu blog tb www.arte-vital.blogspot.com Vida Longa e sucesso sempre1

Anônimo disse...

Isabella, também confesso que não a conhecia antes de assistir ao programa do Jô. Suas histórias foram muito engraçadas, principalmente da blusa supostamente estragada haha.Me encantou bastante o fato de você ser jornalista, já que, para mim, é uma profissão que revela ser muito mais como uma paixão e um estilo de vida.
Você acredita que mesmo hoje, com muitas mudanças no mercado de trabalho, essa profissão ainda traz reconhecimento ao profissional, que começa agora, sem muitos contatos influentes? Você ainda se formaria em jornalismo, caso voltasse aos 18 anos com o peso de escolher uma profissão para seguir pelo resto da vida?

Parabéns e muito sucesso para você!

isabella saes disse...

Giovani, essa foi demais! Agora tô me sentindo... Haha! Obrigada!

Valeu, Antonio!! Depois conte aqui o que vc achou da entrevista.

Bom, a pessoa que me fez a pergunta não escreveu o nome... Mas, vamos à resposta: acredito que o reconhecimento existe sim, independente da profissão que vc escolher. Independente se vc precisa ou não de diploma para exercê-la. Mas, para que ele chegue, são necessários anos e anos incansáveis de trabalho, dedicação, disciplina, amor à profissão, comprometimento e honestidade. Contatos são importantes, mas você pode cultivá-los durante a sua trajetória. Não necessariamente precisa já possuí-los ao entrar na faculdade. Eu não tinha nenhum e fui construindo a minha rede aos poucos. Quanto a fazer de novo jornalismo, faria sim. E quanto à profissão, não encare a escolha dela como um peso. E pense sempre que somos seres mutáveis, mudamos de opiniões, mudamos as nossas escolhas. Não é pq vc escolheu tal profissão, que vc vai ficar nela pro resto da vida. A gente nasce com vários talentos e interesses. Como eu disse, as nossas escolhas, a sorte, o comprometimento e aquelas outras características se encarregam de nos guiar!! Um grande abraço pra vc e tudo de bom, Isabella.

raissa disse...

Ah, desculpe-me, esqueci de falar que me chamo Raissa Braga hahaha. As vezes encaro a profissão como um peso mesmo, confesso que sou muito esforçada mas fico muito frustrada quando ouço pessoas dizendo que a profissão é difícil, que mesmo sendo um bom profissional você pode não alcançar o sucesso ou, pelo menos, o reconhecimento de outros a sua volta.
Muito obrigada pela ajuda, acho que vou encarar de vez essa profissão já que é uma grande paixão e sonho, mesmo não tendo o consentimento de algumas pessoas importantes para mim.

Um grande abraço e espero poder ver outras entrevistas com você!

Anônimo disse...

chaaaato..nem consegui acabar de ver. Assunto sem graça. Boa sorte na próxima.

isabella saes disse...

Oi, Raissa! Bom saber seu nome. Que bom que vc vai com tudo nessa. Dou muita força.

Bom, temos um outro anônimo que esqueceu ou não quis deixar o nome. Que pena que vc não gostou. Mas, o que seria do mundo se todos gostassem das mesmas coisas, não?! Grande abraço!!

Marco disse...

Querida Isa, a (cada vez mais) Linda,
se você tivesse me falado que ia no Jô, eu teria ficado acordado para assisti-la, ora se não! Quando eu fui lá para ser entrevistado por ele, avisei a Deus e o mundo.
A entrevista foi maravilhosa, você é essa criatura doce e simpática que encanta a todos que a conhecem, amigos meus viram a entrevista e te elogiaram muito... Bem, é como eu digo: você é o meu orgulho! Fico sempre muito orgulhoso de ser seu amigo e de sua família.
Parabéns! Assim como o povo de lá, eu também fiz "ooohhhh..." quando acabou. (Pena que o Jô não deu muita bola para o "Humor Vermelho", cujo volume 2 será lançado nesta quarta próxima...)
Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

isabella saes disse...

Marquinho!! Vc sempre tão gentil. Nos vemos quarta, hein! Beijos e super obrigada pelo seu carinho.

Paulo Maffia disse...

oi Isabella, eu vi no dia aqui no meio da redação durante um fechamento. Parabéns

isabella saes disse...

Que bom saber disso, Paulo!! Mas esse fechamento rola tarde, hein... Hehehe!

Carlos Dalbone disse...

Hola que tal!!! Que sua voz era famosa eu já sabia, mas dar entrevista no Jô... agora vc ficou chique mesmo!... Parabéns e muito sucesso!!... Carlos Dalbone

isabella saes disse...

Carlos!!! E aí quanto tempo?! Que bom que vc gostou!! Besitos!!

Emanuele disse...

Bel querida, tinha um tempo que não passava por aqui, e agora vi que você esteve no Jô, que chique!
Estou no trabalho agora, mas vou ver sua entrevista quando chegar em casa.
beijos amiga querida, muito sucesso!
Manu