segunda-feira, julho 28, 2008

Surpresa na geladeira


É, meus amigos, há muito tempo eu não postava aqui um texto sobre as minhas trapalhadas... Não, elas não pararam de acontecer. E essa dispensa texto, já que foi devidamente registrada pelo meu santo marido que, no auge de sua fome, decidido a fazer um delicioso lanchinho, abriu a geladeira e encontrou o meu... celular! Se você tem alguma história parecida - dessas que fazem a gente rir de si mesmo - conta, conta, conta!!! Preciso não me sentir tão sozinha no mundo...

35 comentários:

Anônimo disse...

Eu, marido que sou, vítima e espectador de tantas e tantas trapalhadas da senhora Saes tive a idéia de registrar esse momento ímpar. Lamento que muitos outros não foram devidamente fotografados. Dia desses, minha linda esposa, ao caminhar por uma loja de produtos que supostamente elevam a sua alma e acalmam seu espírito ao se deparar com uma deliciosa fragrância de incensos indiano, pegou a caixa e pediu que eu cheirasse a mesma. Sem olhar o que estava fazendo, a senhora Saes, estende o envolocro aromatizado em direção as minhas protuberantes narinas, e curiosamente encosta a caixa em minha TESTA, isso mesmo minha gente, minha TESTA, e carinhosamente comenta: Sente só que cheiro gostoso !!!.Por ser apenas um mortal, não dotado de poderes "Xmanianos", com toda a calma que meus ancestrais Dalailamicos me proporcionaram, respirei fundo e disse: Meu amor ... na testa ????
Uma coisa eu posso garantir: Tédio em casa… nunca teremos!
Bj, figuraça. Te amo!
BigP

Bárbara Pereira disse...

Belíssima,

vc é realmente uma figura!!!
Bem, eu não sou tão desligadinha assim não, mas outro dia, por causa do cansaço, fiz o meu pratinho do jantar e em vez de colocá-lo no microondas coloquei a bandeja com a carne. Isso mesmo, o recipiente de alumínio que não pode ir de jeito nenhum para o microondas. Quarenta segundos se passaram até eu me dar conta da M.. que estava fazendo. Recobrei meus sentidos e, felizmente, nada aconteceu. Mas, pelo relato do seu digníssimo aí em cima, você é imbatível.
Beijos e saudades!

Adriana Maia disse...

Ai, ai...
ia fazer um comentário engraçadinho, mas me sensibilizei com o depoimento do marido. vou pedir para o meu fazer um lá no meu blog também.

e, Bel, vc com certeza não está sozinha no mundo. faço parte do trenzinho dos desligados.

beijo de amiga
dri

isabella saes disse...

Bárbara, não adianta colocar a culpa no cansaço, não... Depois de uma certa idade a gente fica tudo maluquinha das idéias mesmo, nem vem!!! Hahahaha!!! Como vc disse, sou mesmo imbatível!! Beijos.

Drizinha, só de saber que vc está no meu trenzinho ou eu no seu (quem será a líder dessa matilha???), já fico mais aliviada! Beijos.

isabella saes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Murilo Ribeiro disse...

Será que vale, ao tentar ligar pro número de uma namoradinha, discar pro próprio celular e ficar falando: "Alô!" e ouvindo aquele eco no telefone fixo? Se valer, já fiz isso! Duas vezes! Na outra, foi ao tentar ligar pra chefe...
Duro é notar que aqueles segundos em que a gente "conversa" com a própria voz parecem se estender por uma eternidade...rs!
Malucos unidos, jamais serão vencidos!!!rs
Bj, Bella!!!

Carlos Henrique - Petrópolis, RJ disse...

Triste é oferecer carona a um amigo, caminhar com ele até o estacionamento onde costumo parar e lembrar que naquele dia eu fui trabalhar de ônibus. Entre outras peripécias, lembro que dei boas gargalhadas com esse acontecimento. A propósito, seu marido deveria flagrar mais furos seus, essa foto tá um barato.

isabella saes disse...

Murilo, querido! Fico aqui só imaginando vc falando com vc mesmo, num ato de insanidade total!!! Mas não é tudo de bom parar para rir de nós mesmos?! Isso não tem preço!! Beijosss.

Carlos Henrique, bem-vindo!! Ai, que terra boa a sua, Petrópolis!! Tá curtindo um friozinho, né?! Tb concordo que meu marido precisa se profissionalizar nessa função. A foto ficou muito boa mesmo. Coitado do seu amigo, ficou na mão... Mas, olha, eu já fui algumas vezes de táxi pra casa porque esqueci que estava de carro... Não estamos sozinhos!!! Obrigada pela mensagem e volte sempre!!

maker disse...

Caro anonimo, essa maravilha de mulher escreve, pensa, tem bom humor, vê filmes ( no plural mesmo)-enquanto as outras dormem, faz comentários, é apresentadora, inglês fluente, português nem se fala - só peguei um erro uma vez -entrar pra dentro, mas a gente releva, loura, de bem com a vida, esbanjando energia. Infelizmente a gente não pode dizer que seja perfeita mas com essas surpresas a vida fica muito mais interessante, um remedinho contra a rotina.

Sheilinha disse...

Achei muito engraçado o seu caso e sou solidaria pq quem nunca fez aquela cara de babaca depois do chefe falar, falar, falar e vc entender só a primeira palavra que por coincidencia é o seu nome! Gosto muito do programa de vcs, sucesso!
Beijocas

Marco disse...

Ora, minha doce Isa, a Bela... Somos pessoas distraídas, com a mente inquietamente tomada por planos, pensamentos, reflexões. Fatos como este acontecem sempre. Vou te contar um caso desses, que não aconteceu comigo, mas com um dos maiores gênios do Século 20. Albert Einstein, cuja fama de distraído já se ombreava com a de grande físico, saiu de casa certa vez, de paletó, camisa, gravata, lenço no bolso, sapatos, meias e...cuecas. Uma jovem o alertou que tinha esquecido de vestir as calças. Completamente sem graça, ele agradeceu à tal moça: "Puxa! Que cabeça a minha! Muito obrigado pelo aviso senhorita... senhorita... Desculpe, mas como é o seu nome?" E ela: "Albertina Einstein, papai."
Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

isabella saes disse...

Maker, felizmente a gente não pode dizer que ela é perfeita!! Felizmente!!

Sheilinha, muito obrigada pela solidariedade e seja sempre muito bem-vinda por aqui!!! Noooossssa, mas já aconteceu muito essa história de olhar pra cara do chefe e ele parecer aquela professora do Snoopy, sabe?! Hahaha!!

Marco, querido! Essa história do Einstein é ótima. Tô me achando um gênio agora!! Beijos.

isabella saes disse...

BLOGÃO DO BARU deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Hora do Blush":

Bem moças,

Eu tenho ouvido o programa essa semana e os relatos, muitos emocionados e outros emocionantes, das esquisitices nossas de cada dia me inspiraram a contar duas das minhas:

O ano: 1984 O lugar: O Maracanã O jogo: Flamengo X Peñarol

Estávamos eu e um enorme amigo meu assistindo ao jogo, esse meu amigo descolou dois lugares na Tribuna! vocês imaginam o que é isso para um pequeno adolescente?

O jogo tava emocionante, mas o que eu tenho a contar aconteceu no intervalo: Teve aqueles comes-e-bebes regados e de graça e na volta para o segundo tempo fui tirar aquela água do joelho básica.

Após ter feito as minhas necessidades, fui lavar as mãos e aí que se deu o fato: eu olhei para a bancada de pias e apenas uma tinha de fato uma torneira; as outras não tinham aquela válvula para abrir manualmente. Imaginei: tão quebradas. Fiz fila atrás de um senhor que lavava as mãos na "torneira boa" quando um outro senhor se dirigiu para uma das torneiras "quebradas". Eu, bom garoto que sou me apressei a informar para aquele senhor desatento que a torneira estava quebrada:

- Moço, a torneira tá quebrada!

Ele, com um ar de quem estava ensinando aproximou as mãos do bico da torneira e - pasmem!- a torneira funcionou!!

Pois é, foi a primeira vez que eu vi uma torneira com sensor.

(pano rápido)

Outra, que agora eu me empolguei:

Em 2001, eu e minha namorada havíamos ido a um motel (não vou contar o que fizemos lá porque me parece óbvio). No dia seguinte, logo pela manhã saímos para ir direto para o trabalho, nos vestimos, tomamos aquele cafezinho com apenas um biscoito que tradicionalmente servem depois de pagar a conta e então partimos.

A certa altura, pela linha amarela, aliás já no pedágio, meto a mão no bolso para pegar o dinheiro quando percebo que...esqueci a cueca no motel...pois é, perdi a cueca, mas ganhei a mulher. Me casei.

Quero ver quem me supera!

P.S: O melhor relato tem brinde? me arruma uma camiseta, vai...

Binho

Marcella/ Rio disse...

Estava na formatura de minha prima quando minha mãe e eu resolvemos ir ao banheiro. Eu fui a primeira a entrar e vi que todas as portas estavam fechadas,então disse a ela para esperarmos por que estavam todos ocupados...
Esperamos... esperamos... entre uma olhadinha e outra no espelho para ver como estava o cabelo...
A fila ia aumentando.. para cada pessoa nova que chegava eu dizia que estavam todos ocupados...
Depois de uns 5 minutos já estava ficando estressada... comecei a imaginar que todas estavam com dor de barriga, pq tavam demorando muuuito...
Foi então que uma das mulheres da fila resolveu abaixar e verificou que não tinha nenhum pezinho debaixo das portas...
Pois é... as portas só estavam encostadas... entre resmungos... as dez ( ou mais) mulheres que estavam atrás de mim na fila ficaram rindo da minha cara...
E o pior é que depois parecia que a todo canto que ia na formatura dava de cara com uma delas...

Já ocorreram outras trapalhadas um tanto desconcertantes, como da vez em que estava no ponto da faculdade esperando uma van, o professor de Port tb estava no ponto, nós dois fizemos sinal pra van, ele deixou que eu entrasse primeiro, muito gentilmente, só que quando entrei simplesmente esqueci que ele estava entrando tb e fechei a porta na cara do homem, e com aquela força especial requerida por portas de van velha... todo mundo dentro do carro gritou... o professor abriu a porta e entrou furioso... mas pelo menos ele escapou de levar uma “portada”...

Definitivamente não é culpa minha... o mundo q tá muito acelerado... minha mente não aguenta funcionar 100% o tempo todo coitada... rsrsrs

Bye.. bye.. beijinhos

Obs.: Celular na geladeira??? Chave é até comum... sempre faço isso, mas celular, vc bateu recorde...rs

isabella saes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
isabella saes disse...

Marcella, vc está certíssima. Esse mundo anda mesmo muito acelerado e não conseguimos dar conta de tudo. Aí, quem sofre é a nossa pobre cabeça. Obrigada pela visita, pelos "causos" ótimos e volte sempre que quiser!

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

Isabella, cara colega
Sabia que você era um tanto avoado, mas não desses recordes. rs
Aproveitando o comentário pra te contar que resolvi aderir aos blogs com um certo atraso. Ainda me entendendo com a ferramente, mas já postei um texto lá. Quando tiver um tempo dá uma olhada. Depois que me adaptar vou postando mais..
Beijos

isabella saes disse...

Já passei lá, já comentei e já me tornei leitora!! Vc vai ver que esse tal de blog se torna um vício, daqueles difícies da gente largar e que fazem bem pra saúde!!

® ♫ The Brit ♪ ® disse...

Muito engraçado mesmo Isabella!!
Vc e figuraça! agora eu ficou mas feliz o que nao so eu quem faz coisas estranhos as vezes rsrs!
eu gosto muito ouvir coisas assim, e esses coisas o que mostrar a carater e individualidade da gente!
Eu acho vc inventou um otimo idea, pq numa dia quente no Rio pode colocar a celular no geladeira para esfriar as orelhas! rsrs
Outro dia eu foi no banheiro ficando pronto para sair, ouvindo musica e voando com meus pensamentos, quando sem pensando usou muito "spray gel" para cabelos em lugar de desodorante! meus cabelos de axilas ficou com um novo visual, tipo "Mohican-Punk"!! rsrs
Talk to you soon amiga!

isabella saes disse...

Sabe que eu não tinha pensado nisso? Celular na geladeira para esfriar as orelhas e a cabeça!!! Hahahah!!! Essa história das axilas é muito boa!! Talk to you soon!!!

® ♫ The Brit ♪ ® disse...

rsrsrs - agora vc preciso registrar esse idea com sua proprio "copyright"!
Ahh preciso te falar: que geladeira saudavel ne amiga?! meu aqui e cheio de coca cola normal, biscoitos, leite integral e tal... eu preciso seguir a sua examplo!
Bjs

isabella saes disse...

Haha!! Me and my husband are on a huge diet!! Bye!!! Have a good night, felow.

Dri disse...

Tenho um hábito que não perco de sempre dar Bom dia ao porteiro, quando entro no prédio da minha mãe. foi lá que eu nasci e cresci e era lá que eu sempre acordava bem disposta e tinha chance de dar bom dia. bom, hj eu facilmente perco a hora e não sei mais quando é dia, quando é tarde e, até!, quando é noite. já q mtas. vezes somos obrigados a ficar fechados num canto sem janela.
pois bem, sempre que encontro meu passado, dou bom dia. um resquício de um tempo que passou, quando as coisas tinham uma ordem mais definida.
hj não farei piadinhas, estou solidária a todos que sofrem com as loucuras no novo milênio. inclusive, eu que com 23 anos, tive uma espécie de crise do pânico mais branda, chamada pela minha analista de crise de ansiedade. seja lá que crise foi, me deixava sem ar, de perna bamba e achando que ia morrer.
beijo Bel. acho que a ordem natural das coisas agora está mais ligada a nossa responsabilidade do que a da natureza.

isabella saes disse...

Drizinha, respondi vc lá no outro post!! Bj.

Paulo disse...

Oi querida, tudo bem ?

olha o que eu ganhei de aniversario da minha noiva

http://www.submarino.com.br/books_productdetails.asp?Query=ProductPage&ProdTypeId=1&ProdId=218203&ST=SE

beijos

ah, eu soube do caso do "celular congelado"

isabella saes disse...

Oi, Paulo! Que bom presente! Divirta-se e depois me conte o que achou do livro! Tentei acessar seu perfil, mas está indisponível... Fiquei sem saber qual Paulo está me escrevendo...

Paulo Maffia disse...

"Tentei acessar seu perfil, mas está indisponível... Fiquei sem saber qual Paulo está me escrevendo..."

oopss, já esta correto agora.

sorry

isabella saes disse...

Nossa, Paulo, quanto tempo!!! Legal!!! Seja sempre bem-vindo por aqui!!

Érika disse...

Bella querida,
O que está acontecendo???? Demais essa história! Celular na geladeira, essa foi boa. Onde deve estar o presunto então, heim???Isso só prova que realmente não exsite mais ordem natural de nadica de nada, como você mesma concluiu no outro post, rs..... . Agora a cobra já fumou tudo que tinha pra fumar (Principalmente as coisas ilícitas, rs..), a porca já se enrolou no próprio rabohá muito tempo e rebimboca da parafuseta (é assim que se escreve??? rs..) já foi para o brejo.
Muitas saudades queridona. Ó, vê se aumenta as idas na terapias... risos...., tá precisando ou tira umas férias.....
Bjkas e mais bjkas..
Ériquita

isabella saes disse...

Querida, que bom ver vc por aqui!! Pois é, como vc mesma disse, preciso de férias!!! E vou tirar, faltam apenas dez dias!! Beijos, Bella.

Anônimo disse...

caraca bella vc deixa o cel na geladeira mesmo kkk pensei que fosse brincadeira

isabella saes disse...

Eu gostaria que fosse, mas não é brinquedo não, como dizia aquela personagem de alguma novela, que me esqueci o nome... Mas, quem é vc? Não assinou...

PAULINHA disse...

AMIGA...Eu sabia que as vezes vc tinha alguns "distúrbios de atenção"...mas essa foi show...rs...rs...rs! Beijinhos, Paulinha.

isabella saes disse...

Tô achando que isso é falta de amiga na área... Aí, minha cabeça fica doidinha... Beijos.

Isabella Albuquerque disse...

O que você acha da minha trapalhada:
Sábado passado fui ao supermercado com o meu namorado. Missão: fazer as compras de casa. Acabei comprando uma pizza pra jantarmos. Pizza congelada. Imagina aí o que eu fiz. Retirei o plástico que protegia a pizza, liguei o forno e coloquei pizza, o suporte de isopor pra assar. Pouco tempo depois, o cheiro "truando" em casa. Resultado: Pizza queimada, isopor derretido, uma mistura só de pizza com isopor. é mole ou quer mais?