sábado, agosto 02, 2008

Ordem Natural das Coisas

Hoje tentei, por muitas vezes, acender um abajour que estava fora da tomada. E, enquanto ficava fazendo aquele insuportável "tlec-tlec" com o interruptor, falava assim para Dalai (Dalai, o Lama mesmo, é o apelido que dei ao meu marido, que sempre me dá provas de que tem parentesco muito próximo ao líder espiritual e político do Tibet. Esse santo homem - falo do maridão - é realmente um oceano de sabedoria.): "Mas essa lâmpada mal foi trocada e já queimou?" Quando escuto: "Meu amor, está desligado da tomada". Nessas horas, tenho vontade de ser uma tartaruga para poder esconder minha cabeça dentro do casco e ainda colocar o simpático e acolhedor aviso de "Não perturbe".

Bem, o fato é que com a quantidade de comentários feitos em solidariedade às minhas maluquices - vide post abaixo - fiquei um tanto mais aliviada por saber que não estou mesmo sozinha nesse mundo acelerado que, muitas vezes, faz a gente se distrair mais do que o indicado. Sim, digo indicado porque, em alguns momentos, pegar carona numa nuvem para ir ao mundo da lua se faz muito necessário. Só é grave se você for até lá e resolver ficar. Aí a porca torce o rabo e a cobra fuma.

Mais aliviada ainda fiquei quando, trocando um dedinho de prosa com a minha terapeuta na semana passada, tentando entender o motivo de uma grande amiga ter desenvolvido uma doença tão nova, me dei conta de algo que ainda não havia pensado. Estabeleceu-se o seguinte diálogo:

Isabella: "Está tudo bem, a doença está controlada, ela está encarando com otimismo... Mas é minha amiga de infância, é nova, tem a vida pela frente, não era para ser assim... Essa não é a ordem natural das coisas."

Terapeuta: "Mas, Isabella, que ordem natural das coisas? Não existe mais a ordem natural das coisas, você não percebe?"

Foi quando me dei conta de que aquela "velha amiga cansada de guerra ordem natural das coisas" está indo mesmo ralo abaixo. Dia após dia, pesquisas revelam mais esquisitices, bizarrices, pessoas desenvolvem doenças cada vez mais novas, a depressão está aí, apelidada de "o mal do século", a polícia que a gente não sabe se é bandido, o bandido que a gente não sabe se é polícia, cirurgias plásticas feitas a torto e a direito (Você sabia que, na China, as mulheres têm feito cada vez mais plástica nos olhos, numa tentativa de se "ocidentalizar"? Meu Deus!!!). Enfim, poderia ficar aqui até amanhã, listando práticas que provam que a "ordem natural das coisas"... essa sim foi à lua, viu a cobra fumar, a porca torcer o rabo e "otras cositas más".

Portanto, meus amigos, concluo que um deslize aqui, uma distraçãozinha ali... Tudo isso faz parte dessa "desordem natural das coisas". Podemos não gostar e reclamar dessa selva que o mundo se tornou (ou sempre foi) mas, querendo ou não, somos parte dela. E me parece que estamos aqui com a complexa e difícil missão de descobrir à que espécie de animal pertencemos.

33 comentários:

® ♫ The Brit ♪ ® disse...

That's true Isabella.. it seems that we are always changing and evolving along with the world, for good and bad, although it seems to be more bad than good...

I was so sad to hear about your dear friend's illness, I hope that she will be o.k. and recover soon.
I truly do believe in positive thinking and the fact that if we continue thinking positive thoughts all that positive energy comes to us, provides healing and makes things better, the secret is to always stay positive, even when things seem to be beyond that... :)

All the best dear friend and have a great Sunday!!

® ♫ The Brit ♪ ® disse...

Hi again Isabella!
talking about the crazy things that we do, I just remembered one of mine that I must tell you:
About six months ago I had to buy a new monitor for my PC as the last one "burnt out" which I think was caused by some bad change in electricity current.
Anyway a couple of weeks ago I was about to use the PC, switched it on, all the computer started up but no life in the monitor, nothing.... I thought "Ahh que saco!! de novo?!!! nao acredite!!" and spent 2 hours or more switching it on, switching it off, taking the cables out of the PC tower and putting them back in, moving everything around but nothing....
Then, after all that time, I was sitting in front of the "dead monitor" feeling miserable and thinking about going to the shops the next day to buy one more new one when I saw that the light on the monitor (next to the monitor's power-on button) was off too and finally realised that I had switched the monitor off the night before...
I pressed the button and the monitor came on instantly: "we have life!!"
I did a celebratory "victory dance" with Bridget, my Labrador, who also seemed so very happy with my discovery and was jumping around!! haha!!
I tried to forget the previous 2 wasted hours when I was trying everything like a desperate idiot, but thankfully the only witness to my craziness that day was Bridget!! :) hahaha
Talk to you soon amiga!

isabella saes disse...

Hi, my friend! I also do believe in positive thinking!! My friend is very well, she has been always very optimystic. And so do i. By the way... You're crazy like me!!! That story about the pc is incredible!!! Talk to you soon end have a good end of sunday!

isabella saes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carlos Henrique - Petrópolis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carlos Henrique - Petrópolis disse...

A realidade é que nos últimos tempos, aproximadamente de uns vinte anos pra cá, vivemos celebrando e adorando os adventos tecnológicos, enfim, tecnologias de consumo desenfreada que nos leva a uma vida sem limites de velocidade. Não que eu seja contra ao desenvolvimento tecnológico, até que tenho uma interação muito boa com diversas áreas. O problema é que dentre tantos eventos e criações, esquecemos que somos criaturas e não dominamos os nossos limites, a nossa capacidade de acompanhar as necessidades impostas por nossas grandes invenções.
Acredito que diante de tudo isso, o nosso corpo evolui algumas defesas equivocadas, com o objetivo de se defender de toda essa loucura. Defesas que se manifestam de forma física ou psicológica, como tais esquecimentos, por exemplo. Quando você deixou o celular dentro da geladeira, será que inconscientemente você não precisava de um tempo sem ele. Na realidade você deu um gelo na sua lista de contatos.
Bom...viagens a parte, de vez em quanto é bom atender a necessidades que temos de nos desligar, esquecer, cometer pequenos e engraçados equívocos e dar muita risada com tudo isso.

isabella saes disse...

Pode ser, Carlos. Aliás, estou em contagem regressiva para as minhas férias, em que meu celular vai ficar de castigo durante 30 dias!! Não vejo a hora!! Obrigada e seja sempre muito bem-vindo por aqui.

Dri disse...

Tenho um hábito que não perco de sempre dar Bom dia ao porteiro, quando entro no prédio da minha mãe. foi lá que eu nasci e cresci e era lá que eu sempre acordava bem disposta e tinha chance de dar bom dia. bom, hj eu facilmente perco a hora e não sei mais quando é dia, quando é tarde e, até!, quando é noite. já q mtas. vezes somos obrigados a ficar fechados num canto sem janela.
pois bem, sempre que encontro meu passado, dou bom dia. um resquício de um tempo que passou, quando as coisas tinham uma ordem mais definida.
hj não farei piadinhas, estou solidária a todos que sofrem com as loucuras no novo milênio. inclusive, eu que com 23 anos, tive uma espécie de crise do pânico mais branda, chamada pela minha analista de crise de ansiedade. seja lá que crise foi, me deixava sem ar, de perna bamba e achando que ia morrer.
beijo Bel. acho que a ordem natural das coisas agora está mais ligada a nossa responsabilidade do que a da natureza.

Murilo Ribeiro disse...

Tenho achado tudo muito maluco mesmo. E, confesso: ando com muita preguiça desse mundo. Com essa descoberta da água por lá, acho que Marte pode passar a ser uma opção bem tentadora...
Alguém sabe onde encontro spray verde bem baratinho? Quero parecer local quando chegar lá!
Bj, Bella!

isabella saes disse...

Drizinha, "bom dia", "boa tarde", "boa noite" são muito importantes na nossa vida!!! Nós sempre temos a chance de ser gentis. Basta querer!!! E aceitar as gentilezas de coração aberto também faz parte desse jogo. Aqui vai uma dica bacana e muito útil para crises de ansiedade: inspire em quatro tempos, prenda a respiração em 4 tempos e solte pela boca, soprando mesmo, em 8 tempos. Faça em qualquer lugar, a qualquer hora, durante uns 5 minutinhos, umas 3 vezes ao dia. Vc vai ver que o mundo vai ficar de outra cor!!! Grande beijo, amiga!!

Murilo!!! Não esquece de me chamar!! Não posso perder a oportunidade de me fantasiar de marciana com vc. Esse momento ia ser daqueles de perder o fôlego de tanto que riríamos de nós mesmos!!! E viva o planeta vermelho!!!

® ♫ The Brit ♪ ® disse...

Oi Isabella,
Ferias sempre e otimo ne?! seja viajando ou so ficando em casa escrevendo, assistindo filmes e relaxando!
Mas eu nao sei como o Hora Do Blush pode sobreviver sem vc por 30 dias!!
Bjs Amiga!

isabella saes disse...

Querido The Brit!!! Vc, como sempre, tão gentil!!! Na minha ausência, o programa será comandado pela Luiza e logo, logo estarei de volta!! 30 dias passam muito rápido! Obrigada!!!

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

É, Bella.. Uma das poucas coisas que posso dizer de cadeira. Não existe ordem natural das coisas... No máximo um ordem estatísticamente mais comum. Mas estamos aí pra organizar e desorganizar a bagunça.
Beijo e sorte pra amiga.
(Sempre percebendo como cada um lê um texto diferente. Reparei mais uma vez isso nos comentários lá no meu recém blog, e por esse seu texto aqui. Até por como eu o li)

isabella saes disse...

Pois é, Gabriel, como vc bem disse, a gente organiza e desorganiza a bagunça toda. E a desorganização, às vezes, se faz muito necessária. Quanto às formas de se ler um texto... Isso é fascinante. Cada um interpreta à sua maneira. Percebo por aqui e mais ainda pelos meus textos de ficção, que provocam diferentes sensações em quem os lê. Divino!!!

Carlos Henrique - Petrópolis disse...

Oi outra vez...
Tenho alguns bons aninhos de “vida digital” e nunca havia me interessado por Blogs. Alguns amigos já haviam me falado a respeito, mas eu sempre interpretei como mais um tipo de site de relacionamento no formato “Orkut”. Nada contra pessoal... até tenho um.
Ouvindo rádio nas belas tardes de engarrafamento que passo com as meninas do blush, ouvi a Isabela comentando o Blog e aqui estou.
O meu primeiro Post foi um comentário sobre o artigo “Ossos do Ofício”, que a Isabela escreveu em 16 de julho passado e de lá pra cá, já visitei muitos Blogs, já li muitos artigos, escritos e comentados por pessoas que nunca vi, e provavelmente nunca verei.
Enfim, depois desse breve histórico, fiz uma pesquisa em Posts mais antigos aqui no site e observei as diferentes interpretações mencionadas pelo Gabriel e percebi que são essas diferenças de conteúdo, essa interatividade de idéias, essa democracia, que está deixando a “Minha Mente Inquieta”. Um abraço a todos!

isabella saes disse...

Carlos! Vc não sabe como me faz bem ler pensamentos como os seus. E que bom que o "Mente Inquieta" foi o blog que deu a largada pra vc ler mais blogs, se interessar pelos pensamentos de outras pessoas e querer trocar mais. E que bom que sua mente está mais inquieta. Costumo dizer que uma mente inquieta - com limites, é claro - é meio caminho andado para boas idéias e para não deixar dormir aquela formiguinha que faz a gente se movimentar na vida. Um grande abraço pra vc e obrigada!!!

Dri disse...

queria deixar registrado o quanto eu admiro o carinho e consideração que Isabella Saes tem com seus amiguinhos que comentam. ela responde todos nós. não é uma graça? eu adoro.
beijo moça.

isabella saes disse...

Hahaha! Dri, vc é uma figura!

Suellen Analia disse...

Olá, Isabella!
Olha, tenho de concordar c a Dri!
Eu sempre venho aqui, embora nunca tenha escrito nd p vc, mas sempre observo o carinho e a atenção que vc dá aos "seus leitores" rsrsrs

E essas chinesas, hein?!
Elas têm de abrir os olhos, mas ñ preisa tanto...hahaha

Beijos, Isa! Sucesso p ti!

isabella saes disse...

Oi, Suellen! Seja sempre bem-vinda e comente!! Esse espaço é todo nosso!! Aliás, seus comentários de hoje durante o programa foram ótimos!! Pois é, eu respondo um a um. É uma forma de transformar o blog num fórum de discussão e também de retribuir a visita de todos vocês!! Afinal, o que seria do "Mente Inquieta" se não fossem os seus visitantes? Bj procê.

Suellen Analia disse...

Obrigada!
Estou sabendo que vc e a Lu, estão querendo cortar a minha língua, né?
Só pelo comentário que eu fiz sobre o dedo mindinho do Lula, hoje... hahahahaha
Ah, eu estou c um problema p enviar e-mail p vcs! Tenho que enviar 2 vezes, pq eu recebo um c algum tipo de erro! :(
Que pena!
Beijão,e amanhã estarei com vcs na "hora do blush".

Anônimo disse...

Belzinha, eu já ri muito sòzinha, pois fiquei imaginando "quem" teria deixado o abajour desligado! Quem, quem????? Isto acontece aqui em casa tb!!!! E não é difícil advinhar quem foi, o problema é que vc demorou muito a descobrir isto! Teve que pedir ajuda ao Dallai (adorei o apelido do BigP)!!!
Mas, não se avexe não, que isto tudo está dentro do contexto no mundo atual, viu?
Bjs
tia Sonia

Anônimo disse...

Em tempo, esqueci de dizer que a foto da geladeira está ótima!Bjs
tia Sonia

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

É verdade, o carinho que a Isabella responde cada comentário é impressionante. Reflexo da simpatia dela no mundo fora da tela. Eu como humilde aprendiz tento seguir o exemplo respondendo todo comentário no meu blog. Sigo o mesmo modelo aprendido aqui :) Olha que não tem nem a metade dos comentários e dos posts do Mente Inquieta e às vezes não consigo responder rapidamente o suficiente. Por isso fico mais impressionado ainda com a agilidade de Isabella Saes.
Bjo, Bella.

Ps - É muito legal descobrir um lado tão positivo dessa interatividade. Ia comentar uma resposta do Carlos sobre as diferentes interpretações e terminei escrevendo pensando em um outro comentário, e assim vamos longe..

isabella saes disse...

Minha tia querida, estava sentindo a sua falta por aqui!!! Pois é, sendo da minha família então... Aí não tem como não saber que sou eu, né?! Beijos e não fique tão sumida!!!

Querido Gabriel, cá estou eu aqui de novo respondendo meus leitores!! A ágil Isabella cantou essa pedra pra vc: a de que o mundo dos blogs iria lhe surpreender bastante. O vício é só uma questão de tempo... Beijos querido!!

Suellen Analia disse...

Oi, Isabella.
Iniciei no blog, hoje.
Será que vai dar certo? rs

Um beijo procê.

isabella saes disse...

Já fui lá! E já comentei!!

Suellen Analia disse...

Obrigada!
:)

maker disse...

querida isabella - boas férias e apenas dois comentários sobre a ordem natural das coisas:
um avião militar americano invadiu o espaço aéreo da antiga união sovietica, depois de vários avisos sem resposta os sovieticos mandam dois migs interceptarem o invasor. Quando estão próximos o avião americano da a volta e sai da união sovietica. Quarenta minutos depois um avião americano ivade o espaço aéreo dos sovieticos novamente, mesmo procedimento, quando os migs se aproximam eles fazem meia volta mais uma vez. Quarenta minutos depois um avião de passageiros invade, coincidentemente, o espaço aéreo dos sovieticos, pelo mesmo lugar onde os militares invadiram antes, apesar dos avisos o avião não desvia sua rota, os migs se aproximam e derrubam o avião,
o mundo inteiro culpa os sovieticos pela morte de mais de 280 pessoas, mas ninguém fala sobre a estranha coincidência.
2
Uma mulher estava esperando o trem na estação ferroviária de Varginha, quando sentiu uma vontade de ir urgentemente ao banheiro. Foi....
Quando voltou, o trem já tinha partido. Ela começou a chorar.
Nesse momento, chegou um mineiro, compadeceu-se dela e perguntou:
- Purcaus diquê qui a sinhora tá chorano?
- É que eu fui urinar e o trein partiu....
- Uai, dona! Por caus dissu num precisa chorá não...tenho certeza bissoluta qui a sinhora já nasceu com esse trem partido....

isabella saes disse...

Hahaha... Essa última é ótima, Maker! É, não existe MESMO a ordem natural das coisas...

Suellen Analia disse...

Oi!
Coloquei o seu blog na "minha lista de blogs"!(que coisa repetitiva haha)

Ah, e atualizei o meu!
Beijos!

Jackson P. Franco disse...

Acreditoque a "aceleraçãoaumentou e muito com o celular e a internet. Bons tempos só do rádio e tevê,não?Até a terapia hoje-nada contra,até porque sou cliente-virou um refúgio para nfrentar o "modernismo tecnológico".
Muito bom texto.

isabella saes disse...

Valeu, Jackson! Vc é novo por aqui. Seja sempre muito bem-vindo!!